Criolipólise

, Publicado em Artigos

Jones Eduardo Agne possui graduação em Fisioterapia e é doutorado em Psicologia Social pela Universidade Santiago de Compostela. Tem experiência na área de Fisioterapia com ênfase em Eletroterapia, atuando principalmente nos seguintes temas: fisioterapia, diabetes, eletroterapia, dermatofuncional, criolipólise, Laser.

   1) – Qual é a finalidade da criolipólise e quem pode utilizar o aparelho?

    Jones Agne: Uso exclusivo para gordura localizada, em pacientes que cumprem rigorosamente os parâmetros de segurança do tratamento, ou seja, pele íntegra.

 

    2) – A criolipólise é indicada a quem e quais são as áreas de aplicação?

    Jones Agne: A criolipólise está para pessoas que apresentam gordura localizada, ou seja, que não sejam obesas nem sobrepeso. As principais áreas de aplicação são abdominal, flancos, coxas, costas e braços.

 

    3) – É necessária uma preparação especifica para a aplicação e algum cuidado após?

    Jones Agne: Não existe uma regra geral de preparação, pois é um tratamento não invasivo cuja ação do frio localizado age especificamente sobre o tecido adiposo. Não está indicado o uso de outros procedimentos estéticos antes e após a criolipólise. Cuidados logo após começa pela observação da integridade da pele, sendo necessário o uso de cosméticos que atuem na circulação, reduzindo o edema e possíveis equimoses. Evitar banhos de sol até 3 dias após a aplicação e sempre usar protetor solar.

 

    4) – Qual é a duração de uma sessão? A aplicação da criolipólise é dolorosa?

    Jones Agne: Em média varia entre 45 e 60 minutos. É normal certo desconforto nos primeiros 10 minutos de tratamento. É possível queixas de lapsos de dores suportáveis nos primeiros dias, nada preocupante. Evitar o uso de antiinflamatórios após a criolipólise, especialmente nas primeiras semanas.

 

    5) – Quais são suas recomendações para os fisioterapeutas que pretendem se especializar em dermatofuncional?

    Jones Agne: Primeiro, entender com profundidade da profissão como um todo, tanto a parte legal como a parte morfofuncional do ser humano. A especialidade Dermatofuncional requer uma imersão de conhecimentos e dedicação. Ao escolher essa especialidade, deve estar ciente que participará de um mercado competitivo, concorrendo com outras profissões altamente capacitadas. O fisioterapeuta dermatofuncional deve estar constantemente atualizado e atento as novas tecnologias.

 

Por Diana Maquiné
Assessoria de Comunicação.
http://portalbiocursos.com.br/?u=entrevista-com-jones-eduardo-agne---tema_-criolipolise-

Assessoria de Comunicação da Bio Cursos | 17/07/2015 16:39
Bio Cursos entrevista: Jones Eduardo Agne
Tema: Criolipólise
Última modificação emTerça, 04 Outubro 2016 13:28
Avalie este item
(0 votos)

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco